POR QUE NOS ESCOLHER?

A M.Quality (“MQ”) é a única agência brasileira capaz de fazer o seu intercâmbio de estudos ou de imigração para a Austrália que possui uma licença valida pelo governo australiano;

Esta licença governamental nos obriga a possuir um seguro. Isto significa se algo der errado dentro dos termos contratuais, o seu reembolso está GARANTIDO em 100% ! Esta garantia você não encontra fora da MQ;

Os valores de nossos serviços são menores que qualquer outro concorrente;

Somos a única agência brasileira que oferece exclusivos serviços de apoio de recolocação profissional no mercado de trabalho australiano;

Temos mais de 16 anos de experiência! Confira este fato: temos o único agente de imigração brasileiro com mais de 16 anos de experiência e segundo os dados estatísticos recentes das autoridades imigratórias australianas o mesmo faz parte do seleto grupo de 26% de agentes de imigração com mais de 10 anos de experiência.




Saiu na Exame - " Austrália oferece visto para empreendedor sem exigir capital próprio

11/2017

O governo australiano vive dias intensos de discussão no Parlamento acerca de novas regras para vistos de trabalho para estrangeiros. Enquanto muitos brasileiros aguardam ansiosos por essa decisão política, uma das principais oportunidades para quem quer imigrar para a Austrália continua disponível e pouco explorada. É a chance de abrir um novo negócio no país sem obrigatoriedade de comprovar recursos financeiros próprios e ainda obter o visto de residente permanente em um dos países mais inovadores do mundo.

Por meio desta iniciativa, a Austrália pretende incentivar empreendedores com potencial para gerar renda e empregos no País. Para tanto, o governo oferece uma série de atrativos. Além da principal vantagem, que é a dispensa de comprovação de capital próprio para abrir o negócio, esta categoria de visto é a única que não exige limite máximo de idade do empreendedor. As possibilidades de negócios também são diversas. Elas incluem desde a importação de um produto tipicamente brasileiro, por exemplo, até a industrialização em solo australiano ou a abertura de empresas prestadoras de serviços (como as baseadas em tecnologia ou consultorias).

Na modalidade de visto para empreendedor, o departamento de imigração não exige sequer que o solicitante comprove experiência prévia de gestão de negócios. Basta que ele tenha uma ideia inovadora com evidências de seu potencial de sucesso empresarial. Para obter apoio financeiro, o projeto é então apresentado a bancas de experts e investidores. Eles avaliam a proposta e podem bancar todo o negócio. O empreendedor tem anos para alavancar o negócio e conquistar, já a partir de dois anos, a possibilidade de residir permanentemente na Austrália. Ele não precisa sequer comprovar experiência prévia em gestão de negócios, nem escolaridade mínima. O visto é extensivo à família toda.

Potencial de crescimento

“Em tempos de crise no Brasil, a abertura australiana para negócios empreendedores é uma oportunidade evidente e que se torna ainda mais vantajosa quando levamos em conta a solidez da economia australiana”, avalia MaCson Queiroz JP, diretor da M.Quality, única agência brasileira credenciada de imigração e negócios com 16 anos na Austrália.

A Austrália bateu em 2017 o recorde mundial de 26 anos em constante crescimento. Um dos fatores que contribui para esse resultado é o ambiente bem estruturado e simplificado de negócios. A abertura de uma nova empresa, por exemplo, é feita diretamente pela internet e, imediatamente, o empreendedor já recebe seu registro empresarial (equivalente ao CNPJ no Brasil). O modelo fiscal do país também é simplificado – sem divergências de impostos entre estados.

A política atual de estímulo a negócios empreendedores e startups conta ainda com redes de apoio à inovação em diferentes estados. Trata-se de uma plataforma de consultoria ofertada pelo governo federal ao empreendedor para ampliar a competitividade e favorecer o rápido crescimento da empresa.

Todas essas iniciativas fazem parte do Programa de Inovações em Negócios e Investimentos do governo australiano e foram criadas para ampliar a competitividade do país. Foi nesse contexto que a Austrália passou a oferecer o visto para empreendedores estrangeiros, reconhecendo que esta é uma das principais estratégias para a modernização da economia. O país já está entre as cinco nações mais empreendedoras da OECD, com investimentos anuais próximos de AUD 30 bilhões (dados do Departamento da Indústria, Inovação e Ciência). Cada dólar australiano investido em negócios inovadores rende pelo menos 2 dólares em vendas, gera três vezes mais empregos e tem o dobro de produtividade do que negócios não baseados em inovação.

Processo

É por isso que o governo oferece tantas vantagens aos interessados em obter o visto de residência permanente para empreendedores. Apesar dos atrativos evidentes, poucos brasileiros (e estrangeiros, em geral) têm conhecimento técnico sobre a complexidade desse processo. “Como essa opção de imigração é estratégica para a Austrália, o governo trata desses procedimentos com muita atenção. É preciso conhecer detalhadamente as regras e as formas de comprovar a viabilidade do negócio a ser criado na Austrália”, esclarece Queiroz. A M.Quality, dirigida por ele, é a única empresa brasileira que acompanha o processo completo ao lado do empreendedor, começando por indicar o acesso aos investidores nesse sistema até liderar todo o processo no departamento de imigração.

Segundo Queiroz, o número de pedidos de vistos nesta modalidade ainda é pequeno desde que foi criado, em 2016. Isso ocorre exatamente porque muitos potenciais empreendedores estrangeiros, como os brasileiros, não conhecem essa possibilidade. Em alguns casos, a iniciativa exige registros de patentes e marcas para novos produtos, o que também é uma área de expertise da M.Quality. “Todo o processo é delicado, o que exige um conhecimento aprofundado sobre os trâmites legais no governo. Mas o resultado positivo para um visto nessa categoria é a chance de transformação de vida de muitos empreendedores brasileiros”, comenta Queiroz.

Próximos passos

Para mais detalhes, o primeiro passo do interessado no visto de empreendedor deve ser a contratação de uma análise imigratória, a partir da qual a M.Quality realiza as primeiras avaliações da documentação do solicitante principal. A partir disso, a empresa oferece, como bônus, uma entrevista de 90 minutos em que todos os detalhes e as oportunidades do processo são discutidos. O atendimento é inteiramente feito em português, o que garante a boa compreensão dos procedimentos e das particularidades de cada negócio, do empreendedor e sua família. A consultoria pode também ser feita a distância, por conexão via Skype. Para contratar a análise imigratória, basta entrar em contato com a empresa por meio do site www.mquality.com.br

Sobre a M.Quality

A M.Quality é uma empresa de assessoria em imigração, negócios e intercâmbio especializada em processos de visto para a Austrália. Fundada em 2001, é a única agência brasileira do setor que possui licença validada pelo governo australiano há 16 anos. A M.Quality foi criada na Austrália e no Brasil por meio do empreendedorismo de MaCson Queiroz JP, engenheiro eletrônico pela Escola de Engenharia Mauá (SP).

Fonte: Exame  https://exame.abril.com.br/negocios/dino/australia-oferece-visto-para-empreendedor-sem-exigir-capital-proprio/